Áudio e Vídeo nas Igrejas

Serviços Especializados

 

Devido ao tamanho e quantidade de membros contidos nas igrejas contemporâneas, foi se tornando impossível a comunicação entre o pregador e os membros sem o auxílio de um bom equipamento de audio e vídeo profissional (e seu sonoplasta).

Logo, antes de abrir uma igreja, o seu líder já pensa na aquisição do produto, seu custo, qualidades, etc… Embora o Brasil ainda não tenha uma grande tradição em sonorização em templos religiosos, a demanda por equipamentos de grande porte e profissionais especializados cresceu consideravelmente nos últimos anos.
Portanto, para se obter um resultado satisfatório na sonorização de uma igreja, é preciso visar não só a aquisição dos equipamentos adequados, como também a instalação e sua manutenção. Muitas igrejas realizam a sua instalação eletroacústica sem nenhuma noção técnica.

Por isso, faz se preciso também, antes de qualquer instalação, uma mudança na forma de pensar de todos os envolvidos com o sistema de áudio e vídeo. A consulta prévia de um especialista antes do serviço é primordial, pois pode evitar infinitos problemas no funcionamento do sistema.

É de suma importância considerar a performance do sistema a ser utilizado quando, principalmente, há variedade musical (corais, musicas com diferentes tipos de instrumentos, dinâmica musical etc..). Isso ocorre principalmente nas igrejas evangélicas, onde se louva praticamente todo o culto (os grupos de louvor de hoje são na grande maioria composto por no mínimo cinco integrantes).

Também escolha da mesa de som é crucial, pois ela pode ajudar (ou atrapalhar) este item deve ser adquirido conforme o tamanho da necessidade de cada proposta (tamanho do grupo de louvor, quantidade de ministros e dirigentes, necessidade de canais de áudio do sistema de reprodução de mídia etc…). Faz se necessário que o responsável, e principalmente o sonoplasta, entenda as funcionalidades da mesa ( auxiliares, quantidade de canais subgrupos, inserts, equalizadores, compressores, gate, Phanton Power etc…)

Outro fator a considerar é o projeto acústico, e o arquitetônico, os quais devem estar em plena harmonia. Deve-se ter cuidado na hora de fazer (ou refazer) a sonorização de um templo. Cabos não devem estar aparentes. (isto é primordial para a segurança dos usuários). Assim como acabamentos bem feitos e isolamento acústico adequado, etc..

No caso de templos que ainda estão por serem construídos, é essencial que a equipe e empresa especializada em sonorização estejam contratadas e acompanhando o projeto junto ao engenheiro e arquiteto responsável pela construção do templo. Desta forma os responsáveis pelo projeto receberão informações sobre o dimensionamento da infraestrutura, (dimensionamento de carga se necessário instalação flutuante e mensuração dos cabos elétricos do ramal principal de alimentação elétrica do sistema).

Qual a necessidade da contratação de uma empresa especializada em consultoria e instalação de sistemas de áudio e vídeo ?
O sistema de áudio e vídeo no primeiro momento demonstra ser um item de baixo risco, seu manuseio envolve um auto índice da manipulação da eletricidade em níveis de potência significativos, em muitos projetos não se costuma dar a ele a mesma importância destinada às instalações elétricas em geral.

Quando não ocorre a devida atenção (projeto de áudio e vídeo), no momento da instalação é comum o técnico instalado encontrar uma grande dificuldade na execução. Normalmente não é disponibilizado um ramal elétrico para o abastecimento elétrico dimensionado conforme a demanda de carga do sistema acarretando várias possibilidade de problemas (ruídos, queima de equipamentos, risco de choque elétrico, incêndio por curto-circuito e etc…), falta de infraestrutura adequada conforme a mensuração dos devidos cabos, programação para infraestrutura da instalação dos conectores e plugs, suporte para instalação de caixas descomunal, projetor, tela de projeção é etc…

Então quando está sendo acompanhado por uma empresa especializada ou profissional especializado não se corre todos riscos. Portanto, no final do seu projeto normalmente nota-se uma economia considerável devido à minimização de problemas recorrentes das dificuldades acima citadas em um projeto sem consultor técnico.

Se possível, após a finalização do serviço, realize um contrato de manutenção preventiva para que haja sempre um profissional técnico acompanhado e mantendo o seu sistema em seu melhor desempenho, diminuindo a possibilidade de possíveis problemas elétrico e eletrônico para desta forma minimizar custos de grande escala em um futuro próximo.

Gostaríamos de deixar de forma clara a sua importância em nosso Blog, então fique a vontade para deixar sua dúvida ou comentários, só desta forma poderemos melhorar o conteúdo deste Blog. A sua participação é fundamental.

Referências técnicas, Alexandre Xavier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *